Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Malas feitas

por diariodeumabarriga, em 26.06.13

Pois é, apeteceu-me mudar de ares e agora estamos aqui:

 

http://diariodumabarriga.wordpress.com/

 

 

beijinhos :P

publicado às 01:24

Sonos e Sonos

por diariodeumabarriga, em 16.06.13

Bem sei que tenho andado um bocado desaparecida, mas uma vez que voltei "ao activo"...não tem sido fácil fazer uma visitinha e contar novidades!

 

Falando do sono do bebé (que é um autêntico anjinho nas horas vagas)...

 

Nunca fui muito apologista de os bebés dormirem no meio dos pais (acho até perigoso!) mas admito que, quando se está cheia de pontos e acabadinha de dar à luz (achei que parir podia ferir susceptibilidades), uma pessoa se esquece da parte do "não dormir na minha cama" e pronto...lá está, o pimpolho acaba a utilizar o berço da maternidade quando eu tinha que ir à casa-de-banho porque fora isso, a minha cama foi uma autêntica cama de casal em que eu me limitava a usar um cantinho para ele se sentir à vontade! Apesar de decidir chorar que nem um desalmado assim que eu entrava na casa-de-banho, acho que até gostava do berço...era pequenino e aconchegador. Por isso, quando viemos para casa e olhei para a cama dele pensei que iria andar três dias à procura da criança que ficaria perdida no vale dos lençóis!!! Conclusão, experimentou-se a alcofa e não é que ele gostava?! Tudo bem, era extremamente chato se a meio da noite eu queria ver como é que ele estava (parva que podia dormir enquanto ele dormia, não?acho que não) e tinha que me sentar porque ele estava enfiado lá no casulo, mas fora isso o importante era ele dormir e sentir-se aconchegado! Que sentia.

 

Mas entretanto o tempo passa, ele engorda e cresce! Comecei a olhar para a cama dele com outros olhos e penso que logo aí houve uma química que me fez acreditar que já não ia andar à caça ao pimpolho lá no meio. Após uma reunião demorada com o marido (5minutinhos de sono preciosos) ficou decidido "amanhã ele dorme na cama dele e não na alcofa!". E assim foi: cama feita, pouco sono durante o dia para dormir mais à noite e alcofa pronto para o caso de ser uma noite de horrores. 

Oh cama bendita! Noitinha santa que o pimpolho deu. Ao que parece ficámos todos felizes:

-o pimpolho porque dormiu à larga (já podia ter crescido há mais tempo);

- a mãe só acordou o mínimo indispensável e nem sequer foi de mau-humor, uma vez que o pimpolho estava a sorrir de cada vez que tinha que mamar;

- e o pai porque não teve que aturar o mau-feitio da mãe no dia seguinte por não ter descansado!

 

Já colocámos o Mobile e agora, para além de gostar de lá estar durante a noite, também gosta de ouvir a música e ver aviõezinhos a rodar!!

publicado às 16:13

Relatos do primeiro mês

por diariodeumabarriga, em 06.06.13

Pois é, já passou um mês desde que conheci oficialmente o meu pimpolho! Sim, o tempo passa meeesmo a correr... quando olho para as fotografias penso "bolas, ainda agora eras tão pequenino e agora pronto já tens um mês! Daqui a nada já tens dentes e depois vais para a Universidade!".

 

Olhando para trás...não diria que foi um mês complicado mas sim um mês de habituação (e que habituação!já estou habituada!!). Admito que o facto de deixar de ter o meu tempo controlado por mim (como agora por exemplo, pensei vir escrever qualquer coisinha e o pimpolho já me avisa que está na hora de comer!) foi o que mais me custou...porque dormir pouco, eu sempre dormi! Logo esse não é o maior dos problemas...ainda que tivesse que me habituar a dormir com os "ouvidos bem abertos" e de cada vez que acordava ter que despertar mesmo para o pimpolho não beber o leite "a olho" (literalmente). Por isso, o pior mesmo é quando penso "deixa-me cá sentar um bocadinho a fazer qualquer coisa para mim enquanto o pimpolho dorme que nem um anjo..." e logo a seguir, assim que me sento ouço qualquer coisa do género "uahhh" (entendem?). É que é aquele sentido de oportunidade como eu nunca vi. Para além disso, ainda há uma coisa que eu me questiono: "se tens sono?aliás, se os teus olhos pesam duas toneladas e mal os consegues abrir...porque é que não dormes???"

 

Mas agora as partes boas. Sim, porque há ainda mais partes boas do que os choros, as resmunguices e as cólicas!!!

Aquele olhar quando está a mamar, como quem diz "este é o nosso momentinho, mãe!"; o reconhecer a minha voz no meio de tantas; quando está numa choradeira pegada e se acalma quando me dá a mão ou as festinhas que faço na cabeça para ele sossegar são apenas alguns (poucos) exemplos das coisas maravilhosas que se passaram durante este mês!

 

Ao fim de um mês, ainda consigo ver cada dia como uma novidade! Ou porque o pimpolho está mais desperto, ou porque já sorriu...ou então como hoje, que pela primeira vez não chorou durante o banho!!! Cada uma destas coisas, pode parecer apenas "giro" ou "fofinho" mas não, para mim são conquistas que fazemos em conjunto!

 

Porque és tu, com esses olhos gigantes, que me dizes que tudo vai correr bem e que eu sou capaz. És tu que me acalmas quando me deixas olhar para ti enquanto dormes. Obrigado meu pimpolho!

publicado às 22:57


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog




Quem por cá passa


Facebook